Aproxima-se rapidamente a época de Exames no Ensino Secundário.

Professores e alunos podem consultar exames de Geografia de anos anteriores no site do GAVE (Gabinete de Avaliação Educacional – Ministério da Educação).

No que diz respeito à Prova de Geografia A (11º e 12º de escolaridade) deste ano, os objectivos gerais/competências são os seguintes:

• demonstrar a importância da conciliação entre o crescimento económico e a melhoria da
qualidade de vida das populações, associando-os à valorização do património natural e
cultural;
• reconhecer a importância de valorizar a preservação das diferenças entre regiões;
• utilizar correctamente os conceitos geográficos;
• descrever e interpretar situações geográficas;
• identificar situações problemáticas relativas ao espaço geográfico;
• apresentar medidas fundamentadas para a resolução de problemas espaciais;
• utilizar os métodos indutivo e dedutivo na análise de fenómenos geográficos;
• utilizar o processo de inferência para interpretar documentos geográficos e responder a
problemas ou levantar novos problemas;
• sistematizar dados, dando-lhes coerência e organizando-os em categorias, na procura de
modelos explicativos da organização do território;
• rentabilizar técnicas de expressão gráfica e cartográfica desenvolvidas ao longo do processo
de aprendizagem;
• reconhecer a necessidade de mudança da escala de análise na compreensão do espaço
geográfico;
• reconhecer a existência de diferentes padrões de distribuição dos fenómenos geográficos;
• relacionar a capacidade de transformação da organização espacial com diferentes graus de
desenvolvimento científico e tecnológico;
• relacionar transformações na organização do espaço geográfico com as potencialidades e as
limitações das Novas Tecnologias da Informação;
• relacionar a existência de conflitos no uso do espaço e na gestão de recursos com situações
de desigual desenvolvimento, a nível local e/ou regional;
• reconhecer a importância do ordenamento do território no atenuar das desigualdades de
desenvolvimento;
• compreender a estruturação do território nacional, em diferentes escalas de análise, assim
como as suas interacções com outros espaços, particularmente com os espaços ibérico e
europeu.

O Exame será relativo aos seguinte conteúdos:

10.º Ano

Módulo Inicial – A posição de Portugal na Europa e no Mundo
1 – A População, utilizadora de recursos e organizadora de espaços
1.1 – A população: evolução e diferenças regionais
1.2 – A distribuição da população
2 – Os recursos naturais de que a população dispõe: usos, limites e potencialidades
2.1 – Os recursos do subsolo
2.2 – A radiação solar
2.3 – Os recursos hídricos
2.4 – Os recursos marítimos

11.º Ano

3 – Os espaços organizados pela população
3.1 – As áreas rurais em mudança
3.2 – As áreas urbanas: dinâmicas internas
3.3 – A rede urbana e as novas relações cidade-campo
4 – A população, como se movimenta e como comunica
4.1 – A diversidade de modos de transporte e a desigualdade espacial das redes
4.2 – A revolução das telecomunicações e o seu impacto nas relações interterritoriais
4.3 – Os transportes e as comunicações e a qualidade de vida da população
5 – A integração de Portugal na União Europeia: novos desafios, novas oportunidades
5.1 – Os desafios para Portugal do alargamento da União Europeia
5.2 – A valorização ambiental em Portugal e a Política Ambiental Comunitária
5.3 – As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da União Europeia

Caracterização da prova
A prova de exame tem duas versões: Versão 1 e Versão 2.
A prova tem seis grupos de itens.
Cada um dos grupos de itens tem como suporte um ou mais documentos (mapa, fotografia,
gráfico, tabela, texto, imagem de satélite, ou outros).
Cada um dos grupos de itens pode incidir em qualquer dos temas do Programa.
Os itens podem envolver a análise de problemas relevantes à escala local, regional, nacional
ou da União Europeia.
Os itens podem implicar comparações entre a realidade nacional e outros espaços
supranacionais, nomeadamente a Península Ibérica e a Europa.
Alguns dos itens propostos podem mobilizar simultaneamente aprendizagens relativas a
diferentes temas, uma vez que o conhecimento geográfico inclui componentes muito
diversificadas – ambiental, social, económica e cultural –, o que favorece a articulação de
saberes. Nesta articulação de saberes têm especial relevância as aprendizagens relacionadas
com o ordenamento do território.
Os itens têm em conta a estrutura de referência do programa:
• identificação de situações/tendências, tanto ao nível local como regional;
• identificação de factores explicativos e estabelecimento de relações de causalidade, tanto
ao nível geral como regional;
• identificação dos principais problemas, suas causas e implicações;
• identificação de potencialidades relevantes, seu significado e amplitude;
• identificação de medidas existentes e possíveis, tanto de combate aos problemas, como de
valorização das potencialidades, e debate acerca da sua natureza, pertinência e
aplicabilidade.
As identificações antes mencionadas pressupõem diferentes graus de operacionalização ao
nível da reprodução e da transferência, e podem envolver análises e sínteses de complexidade
variável.
A prova inclui itens:
A) de resposta fechada
• de escolha múltipla
• curta
B) de resposta aberta
• curta
• extensa, orientada ou livre

Material a utilizar e material não autorizado

O examinando apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta
indelével azul ou preta.
O examinando pode utilizar régua, transferidor e máquina de calcular não alfanumérica, não
programável.
Não é permitido o uso de corrector.

Duração da prova

A prova tem a duração de 120 minutos.

Para mais informações, nomeadamente sobre os critérios de avaliação, consultar a Informação nº16/2008 do GAVE.

Exames Resolvidos Anos Anteriores – Dicas Manuais de Preparação etc

http://www.gave.min-edu.pt/np3/103.html